Pages

Subscribe:

Seguidores

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Então Sentei Na Beira Do palco E Chorei

Nunca fui um egoísta de merda e sempre tentei mostrar que as possibilidades sempre existem, para podermos melhorar a situação, quando eu e dois amigos tentamos deixar a cidade mais feliz montando uma estrutura e contando sempre com a ajuda das bandas com equipamentos e todos os contatos que tínhamos. Sempre vou me frustrar pelo fato do lance não ter ido para frente por culpa nossa mais do que qualquer outro fator que também possa ter sido relevante ,enfim seguimos nossos caminhos  e quinze anos depois de tanto a galera insistir realizamos uma festa para matar a saudade e como foi bom aquilo pois nunca vou esquecer que o vocalista dos DE PIRA me mostrava seu caderno com suas letras  e depois disso eu ás vi musicadas , vi todo o frescor do CADAVERIC HOTEL revi  o CONTAGEM REGRESSIVA , Kadan e  banda , o Edson numa versão do THE POWER!Sei, sempre vou saber que tudo poderia ser melhor, mas foram momentos maravilhosos e me recrimino toda hora por ser um inveterado sonhador que sempre busca na música o alento para fugir. ... ... E o choro? Chorei por vocês, pois tudo sempre foi para vocês chorei por pessoas que não estavam lá, por amigos que me abandonaram sem querer, e quando a banda SANCHEZ  sita meu nome  e na festa faz uma referência há lugar legal que existiu em Joinville, então me realizei sentei a beira do palco e chorei pilhado chorei muito por acreditar que mesmo sempre com falhas cumpri uma obrigação!

3 comentários:

chipas disse...

É meu amigo, este dia e noite foram emocionantes pra mim também!!! Tirei um grande peso da minha conciencia!!! Realizei um sonho que nos 3 sonhamos!!! e idealizamos!!! Fiz algo que não fazia a 10 anos!!! Tocar as musicas que fiz com Os Depira por pelos menos 1 horinha!!! Ah!!! mas que horinha que me rendeu uma revigorada em minha vida!! Virei uma pagina que esta engasgada na minha vida e acho que na vida de alguns fãs da banda!!! Valorizei, cada gota do meu suor, cada toque que dei na bateria, cada acorde que o Rizzati e o Parffit, cada palavra que o Nuno cantou e me falou, cada sorriso, cada ola, cada oi, cada abraço, cada beijo, cada sim e cada não!!! Sim eles existem!!! São meus , são teus, são nossos!! Amigos e momentos eternos!!!!

zaratrusta oblog disse...

nosso amadorismo nos custou caro,mas mesmo assim ,esse a preço de ouro não consegue ser mais caro do que ter visto pequenos fatos maravilhosos acontecerem!

silvio zuchi disse...

Arregaçar as mangas e voltar a luta! A música não tem idade! Estão esperando o que ! Cabeças de pudim!

Postar um comentário